Coronavírus: ‘Demanda por café deve diminuir, mas de forma sutil’

coffee-2714970_1920-960x540

Para superintendente da Cooxupé, Lúcio Dias, com alta do dólar, produtor rural conseguiu vender a safra a R$ 520 por saca com entrega em setembro

O avanço do coronavírus em países da Ásia e na Europa deve afetar a demanda por café, mas de forma sutil, segundo a Cooperativa dos Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé). Lúcio Dias, superintendente da cooperativa, explica que apesar disso, a procura pelo grão acontece de maneira elástica, em torno de 2% a 2,5% ano ano.

O representante afirma que com a disparada do dólar, o produtor rural conseguiu fazer negócios nesta segunda-feira, 9, a R$ 520 por saca com entrega em setembro.

*O conteúdo é do Canal Rural. Confira na íntegra em https://www.canalrural.com.br/programas/informacao/mercado-e-cia/coronavirus-demanda-por-cafe-deve-diminuir-mas-de-forma-sutil/

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *