Prêmio Região do Cerrado Mineiro revelará os melhores cafés da safra 2019

_MG_2607

Leilão ao vivo está mantido, na última edição o maior lance chegou a R$19 mil a saca de 60 quilos

Quem serão os produtores dos melhores cafés do Cerrado Mineiro? Pelo 7º ano consecutivo a Federação dos Cafeicultores do Cerrado lança o Prêmio Região do Cerrado Mineiro, que ao longo das edições vem se comprovando como uma excelente plataforma de promoção dos cafés e dos produtores da única Denominação de Origem para Cafés no Brasil.

Nesta edição algumas mudanças foram feitas. Serão premiados 10 finalistas na Categoria Natural e 5 finalistas na Categoria Cereja Descascado. Os produtores podem enviar agora apenas 1 amostra por categoria por CPF. Os lotes permanecem fixos em 10 sacas com nota de corte de 85 pontos.

Participação e envio de amostras

Para participar, os produtores devem enviar suas amostras até nesta sexta-feira, 30 de agosto para a Federação dos Cafeicultores do Cerrado, através de uma das entidades filiadas à Federação, sejam cooperativas, associações, armazéns ou exportadores credenciados. O prêmio Região do Cerrado Mineiro é exclusivo para produtores credenciados, aqueles produtores não credenciados, que desejam participar, devem procurar pela Federação ou uma das entidades mencionadas e promover o seu credenciamento.

Premiação e valores

A comercialização dos 15 lotes finalistas será feita em dois modelos. Parte do lotes das três primeiras colocações, das duas categorias, será reservada ao mercado brasileiro, sendo comercializada, antecipada e exclusivamente para cafeterias e uma torrefação nacional. As demais colocações, bem como o restante do lote dos três primeiro lugares de cada categoria, serão levadas a leilão. A exemplo da última edição, o leilão acontecerá ao vivo, logo após a revelação dos grandes campeões.

O primeiro lugar de cada categoria recebe R$1.980,00 por saca; o segundo R$1.540,00 e o terceiro recebe R$1.320,00 por saca de 60 quilos; este também será o valor do lance mínimo para o leilão. O lance mínimo das demais colocações será de R$880,00 a saca de 60 quilos. Na última edição o leilão foi um grande sucesso, comercializando todos os lotes. O campeão da categoria natural, Eduardo Pinheiro Campos teve seu lote arrematado pela exportadora Cafebras por R$19 mil a saca de 60 quilos.

Reconhecimento de iniciativas

Além do reconhecimento dos melhores cafés da safra, este ano iniciativas sociais, ambientais e educacionais serão premiadas. O Troféu Ético e Rastreável irá premiar iniciativas de produtores finalistas, sejam elas na área ambiental, social ou de boas práticas agrícolas; uma banca de especialistas será a responsável por eleger aquela que seja mais autêntica, inovadora e que gere maior valor compartilhado.

O Troféu Escola de Atitude é também uma das novidades desta edição. Essa premiação irá valorizar iniciativas de escolas, que estejam no Cerrado Mineiro e que tenham ações ou projetos transformadores, que influenciem a vida de crianças e adolescentes.  

Etapas de avaliação

Os lotes passam por três fases de classificação. Na primeira serão selecionados os 15 melhores cafés enviados, divididos na categoria natural e cereja descascado, desde que pontuem no mínimo 85 pontos. Os lotes classificados serão depositados em armazéns filiados e credenciados, conferidos em espelho com as amostras enviadas e só então passarão para a segunda fase de provas, essa sim, dará o ranqueamento final dos cafés. 

A fase ético e rastreável que avalia a maneira de produzir o café, que deve ser sustentável e que compartilhe valor para toda a Região foi mantida, mas teve uma alteração no processo de avaliação.

As fazendas que já possuam alguma das seguintes certificações: UTZ, Rainforest Alliance, Fair Trade ou Certifica Minas, não receberão a visita do auditor, ficando aprovadas nesta etapa, mediante apresentação do atestado de certificação válido.  Já as propriedades que não possuem certificações serão visitadas pelo auditor da Federação dos Cafeicultores do Cerrado. De forma, que o produtor/propriedade deve ter no mínimo 70% de aproveitamento nesta etapa.

Cerimônia de premiação e leilão

A cerimônia de premiação com a revelação de quem são os produtores dos melhores cafés da safra 2019/2020 e também onde será realizado o leilão ao vivo, acontece no dia 30 de outubro na Casa Garcia, na cidade de Uberlândia. O evento exclusivo para convidados reúne produtores, compradores, importadores, exportadores e imprensa em um evento que já se tornou tradicional na Região.

O Prêmio Região do Cerrado Mineiro é uma promoção da Federação dos Cafeicultores do Cerrado com apoio do Sebrae e Patrocínio Oficial da Syngenta.

Todas as informações disponíveis em www.cerradomineiro.org/premio 

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *