Repasses do Funcafé a agentes chegam a R$ 1,495 bilhão

ballots-1195056_1280

Instituições receberam recursos para linhas de Comercialização, Custeio, FAC, Capital de Giro e Recuperação de Cafezais

Segundo compilação realizada pelo Conselho Nacional do Café (CNC), até hoje (19), o governo federal repassou R$ 1,495 bilhão do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para oito agentes financeiros disponibilizarem recursos ao setor na safra 2020.

Os agentes contemplados até o momento são Banco Ribeirão Preto, BDMG, BNP Paribas, Rabobank e os Sicoobs Credivar, Credialp, Credicarpa e Credicarmo, que disponibilizam recursos para as linhas de financiamento de Comercialização, Custeio, FAC, Capital de Giro e Recuperação de Cafezais, conforme tabela abaixo.

Na safra 2020, o Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) propôs, e o governo federal aprovou, um orçamento recorde de R$ 5,71 bilhões do Funcafé. Além disso, também foi aceita a liberação antecipada solicitada pelo CNC e demais segmentos da cadeia produtiva, o que permitiu que o capital do Fundo já estivesse à disposição do setor desde o dia 5 de junho.
“Estar dotado dos recursos do Funcafé durante a intensificação da colheita permite que o produtor não venda seu café de imediato para honrar o pagamento aos trabalhadores da `panha´ e, assim, possa escoar sua safra nos momentos mais oportunos. O capital do Fundo também possibilita um armazenamento de até 13 milhões de sacas, evitando que entrem imediatamente no mercado e aviltem as cotações”, conclui o presidente do CNC, Silas Brasileiro.

FONTE: Ascom CNC

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *