Venda de café especial cresce no Japão e grão do Brasil é valorizado

Mãos com terra

A cada dez xícaras servidas nas cafeterias do Japão, três são com café brasileiro. Segundo a Agência de Estatísticas Alfandegárias do Ministério das Finanças do país asiático, o Brasil é o principal fornecedor do produto e vem mantendo essa participação de mercado de 30% há uma década. Mas como o preço pago pelo grão sofre queda significativa – de uma média de US$ 3,9 o quilo, em 2015, para US$ 2,9 em 2018 -, o volume se mantém, mas o faturamento em dólar é cada vez menor.

Para tentar reverter essa tendência e evitar a instabilidade com a volatilidade das cotações na bolsa de Nova York, os cafeicultores brasileiros contam com o forte crescimento do segmento de cafés especiais no país asiático. A importação de grãos verdes de alta qualidade, que representava de 1% a 3% do mercado há dez anos, já responde por 11%, de acordo com dados da Associação de Cafés Especiais do Japão.

Leia a notícia na íntegra em https://sopesp.com.br/2019/11/25/venda-de-cafe-especial-cresce-no-japao-e-grao-do-brasil-e-valorizado/

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *