Café de Minas busca mercados na China e na Coreia do Sul

20191120205710332901e

Grandes consumidores da bebida, os dois países são as novas fronteiras para a investida dos produtores de Minas, que têm ampliado a oferta dos grãos especiais.

Pressionados pela baixa dos preços do café no mercado internacional combinada à queda da safra 2019, os produtores de Minas Gerais se lançaram ao desafio de conquistar mercados na China e na Coreia do Sul, países mais cobiçados da Ásia em razão do significativo crescimento do consumo da bebida. Responsável por metade da produção brasileira do grão e grande exportador, o estado conta com o avanço da oferta de cafés especiais para brigar com os principais concorrentes, em particular do Vietnã e da Indonésia, mas vai precisar driblar as dificuldades decorrentes dos custos altos e da falta de políticas de estímulo ao setor, segundo Breno Mesquita, presidente da Comissão Nacional de Café da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).

*Texto de Marta Vieira para o Portal do jornal Estado de Minas. Confira na íntegra em https://www.em.com.br/app/noticia/economia/2019/11/21/internas_economia,1102590/cafe-de-minas-busca-mercados-na-china-e-na-coreia-do-sul.shtml

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *