ABIC REALIZA PREMIAÇÃO DO 17º CONCURSO NACIONAL DE QUALIDADE DO CAFÉ ORIGENS DO BRASIL – SAFRA 2020

17 concurso qualidade de café ABIC
13/04/2021
Publicado em

A Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC realizará no dia 26 de maio, quarta-feira, a cerimônia de premiação do Concurso Nacional de Qualidade do Café Origens do Brasil – Safra 2020. O evento será no formato de live e todos poderão acompanhar por intermédio do canal da ABIC no YouTube, a partir das16h.

A edição 2020 teve recorde de inscrições com 54 amostras, sendo selecionados 23 lotes finalistas de 15 origens brasileiras. Além do alto nível dos cafés, o 17º concurso também foi marcado pelo fato de todas as propriedades terem cumprido o quesito de boas práticas de sustentabilidade.

Os campeões

O Café Excelsior, de Sorocaba (SP), foi o campeão na categoria OURO ARÁBICA, pelo lance de R$ 5.500,00 por saca de café do produtor Silvio Leite, da Fazenda Cerca de Pedra São Benedito, da Chapada Diamantina (BA). Tal reconhecimento é dado à empresa que paga o maior valor de aquisição por saca de café arábica.

Na CATEGORIA OURO CANÉFORA, o vencedor foi o Café Vasconcelos, de Araguari (MG), que fez o maior investimento por saca de café canéfora, no valor de R$ 1.450,00, pela saca do produtor Juan Travain de Souza, da propriedade Selva Park em Cacoal, Matas de Rondônia.

A Grão Café foi a ganhadora na CATEGORIA DIAMANTE pelo maior investimento na aquisição de cafés de alta qualidade. A empresa investiu R$ 12.680,00 na aquisição de nove sacas de diversas origens de qualidade.

“Podemos dizer que essa edição foi grandiosa, não só pelo número recorde de participantes, mas principalmente pela qualidade excepcional dos cafés inscritos das diversas origens produtoras do Brasil. A 17ª edição do Concurso ABIC foi marcada pelo alto nível dos cafés participantes, que levou a comissão julgadora a premiar também os cafés pelo seu preparo, cereja descascado ou natural. Essa temporada teve um número recorde de participantes, oriundos de 15 origens brasileiras e totalizando 54 amostras, dez a mais em relação à última edição”, destaca Mônica Pinto, coordenadora de projetos da ABIC.

Premiação

Os produtores são contemplados não só com a remuneração da saca com alto valor agregado, mas também com o reconhecimento de um certificado de produtor campeão daquela região (origem). Já para as indústrias, o prêmio é o reconhecimento pelo investimento em cafés de altíssima qualidade, através de um certificado e pela divulgação da empresa.

“Os produtores têm a chance de divulgar a qualidade dos cafés produzidos, além de divulgarem suas regiões. No olhar da indústria é uma forma de associar a marca a cafés de altíssima qualidade e elaborar edições especiais para seus clientes”, explica Mônica.

Acompanhe a premiação. Coloque na agenda: 26 de maio, às 16h.

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *