O que é o Programa de Qualidade do Café?

Lançado em 2004, o Programa classifica o café em 4 diferentes categorias: Gourmet, Superior, Tradicional e Extraforte

arte grafica de embalagem de grãos de café na cor cinza no fundo amarelo e vinho
28/05/2021
Publicado em

Desde a sua fundação, em 1973, a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) trabalha para auxiliar as indústrias de café associadas, bem como elevar o nível da bebida nacional. Na Semana do Café, idealizada com o objetivo de gerar conteúdos e informações relevantes sobre o universo do grão, entenda a importância da certificação para a garantia da qualidade. 

O Programa de Qualidade (PQC) revolucionou a forma como o tradicional grão torrado é produzido e comercializado no país. Através de exigentes e rigorosos testes, a ABIC classifica os cafés com uma nota de Qualidade Global (QG), numa escala de 0 a 10 pontos, dividindo-os em quatro categorias: Gourmet, Superior, Tradicional e Extraforte. Os produtos testados e aprovados recebem uma certificação de qualidade, ajudando os consumidores a encontrarem os cafés que melhor se encaixam em suas preferências

Para que um café seja considerado de qualidade, ele precisa atingir a nota mínima de Qualidade Global de 4,5 nos testes, que são realizados por provadores treinados em laboratórios credenciados por meio de análise sensorial. No processo de avaliação, são levados em conta fatores como o tipo de café, aroma, corpo, acidez, sabor, torra e bebida. Assim, a instituição concede a certificação na categoria alcançada para cada produto.

Segurança para o consumidor

Aline Marotti e Christianne Monteiro, Analistas de Qualidade da ABIC, explicam que “após a implementação do selo, os apreciadores de café se tornaram mais exigentes e entenderam a necessidade dos produtos certificados para garantir a segurança de alimentos”. 

Monitoramento da Qualidade

A ABIC monitora constantemente a qualidade dos cafés do mercado, através de coletas realizadas por auditores independentes nos pontos de venda. Os cafés são descaracterizados e enviados para os laboratórios credenciados para análise. Dessa forma, a Associação mantém o compromisso em garantir a qualidade do café que chega na mesa dos brasileiros.

Análise sensorial do café

“A análise sensorial do café torrado e moído é única no mundo. Diferente da análise do café cru. No café torrado e moído, é levado em consideração todo o processo industrial, a embalagem e o tempo de prateleira do produto no supermercado. A análise é realizada no café que o consumidor leva para casa. Ou seja, o consumidor que compra um café com o Selo de Qualidade, sabe exatamente o que está consumindo. Os técnicos avaliam e dão notas para os atributos do café, como: a fragrância do pó, aroma da bebida, defeitos, acidez, corpo, adstringência e amargor. No final, eles avaliam todos os atributos e chegam a uma nota final de Avaliação Global”, explicam Aline e Christianne.

Conheça as categorias

As categorias de cafés surgiram da necessidade de educar os consumidores e fazê-los descobrir as diferenças entre os diversos tipos de cafés. 

Café Gourmet: É de alta qualidade. Suas notas sensoriais são elaboradas e possuem sabor e aroma mais suaves por causa da seleção cuidadosa dos grãos e da torra controlada. São cafés finos, raros e exclusivos, e deixam um gosto muito delicado e agradável na boca. Para ser classificado como Gourmet, o café precisa alcançar uma nota de Qualidade Global >= 7,3 até 10 pontos. 

Café Superior: Está na escala intermediária de qualidade, seu amargor não é tão intenso e geralmente é feito para quem procura uma experiência diferenciada no hábito de tomar café. Tem sabor e aroma equilibrado e agradável, além de deixar um gosto prolongado na boca. Para ser classificado nesta categoria o café precisa alcançar uma nota de Qualidade Global >= 6,0 e 7,2 pontos.

Café Tradicional ou Extraforte: É o tipo mais consumido pelo brasileiro. Estão na base da escala de qualidade  global da bebida, possuem torra e amargor bem acentuado e normalmente são consumidos por causa da sua alta rentabilidade. São bons para serem degustados no dia a dia pois possuem custo bem acessível. Para ser classificado nestas categorias o café precisa alcançar uma nota de Qualidade Global >= 4,5 e < 5,9 pontos.

Redação: Usina da Comunicação.

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *