Premiação destaca a qualidade do café no Brasil

No Dia Internacional do Café, a Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) prestigia as melhores marcas de 2018 no quesito excelência.

Premiação-destaca-a-qualidade-do-café-no-Brasil-01

Não teria local e data melhores para dar brilho à premiação da ABIC, de acordo com Ricardo Silveira, presidente da entidade. A premiação dos Melhores da Qualidade ABIC 2018 aconteceu na sala Brasília, no Palácio do Itamaraty, um dos cartões-postais da capital do país, no Dia Internacional do Café, em 1º de outubro.

“Estamos aqui para mostrar o bom café brasileiro para o mundo, no Itamaraty, que é a sala de visitas do Brasil e que tem tudo a ver com o nosso café”, comentou Silveira. A cerimônia teve a participação de embaixadores dos principais países compradores de café, além de autoridades do Governo Federal e representantes da cafeicultura brasileira.

O Presidente da ABIC, Ricardo Silveira, agradece a presença dos convidados

Esta edição dos Melhores Cafés do Brasil teve como grande destaque a empresa Café Três Corações, que levou seis premiações para casa, do Programa da Qualidade do Café (PQC, da ABIC). “Para nós, que trabalhamos diariamente para trazer os melhores produtos para o consumidor, é muito importante termos o reconhecimento do Programa de Qualidade da ABIC”, afirmou Gilberto Nogueira, executivo do Café Três Corações.

Ministro interino das Relações Exteriores, o embaixador Marcos Bezerra Abbot Galvão,
saúda os convidados, enaltecendo a importância do café para o Brasil

Criado em 2004, o PQC certifica o café por categoria de qualidade, audita o processo de produção e o produto, realiza monitoramento e análises periódicas – com coletas de amostras de café no mercado e no varejo em todo o Brasil – e serve também para promover a educação para o consumo e para a segurança alimentar.

Atualmente, são 888 marcas certificadas, em categorias diferenciadas por uma metodologia de análise sensorial: 234 Gourmet, 185 Superior, 414 Tradicional e 55 Extraforte. Cada categoria tem um selo que indica a análise, por tipo e qualidade. Assim, o PQC possibilita ao consumidor entender quais são as características do café e ajuda na escolha da marca.

Para Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC, o programa mostra ao mercado que os cafés não são todos iguais e acaba com o mito de que os melhores cafés são exportados e somente o pior fica para o mercado interno. “Hoje o consumidor tem condições de acesso aos melhores cafés do Brasil, nas prateleiras dos supermercados, e os selos de identificação do PQC possibilitam uma visualização rápida e segura do produto que está na embalagem”, destaca Nathan.

Entenda mais sobre o Programa de Qualidade do Café

O monitoramento realizado pelo PQC é feito a partir de coletas de aproximadamente 3 mil amostras de café em prateleiras de supermercados, empórios, panificadoras e padarias. Envolve mais de 30 técnicos especializados em avaliação da qualidade do café e utiliza quatro laboratórios credenciados.

Depois de coletadas, as amostras são encaminhadas para laboratórios onde são avaliadas em uma escala de 0 a 10 pontos, parecida com a realizada com o vinho. O nível mínimo de qualidade do café, depois de provado, deve ser 4,5. O00s melhores cafés têm qualidade acima de 7,3.

Nathan Herszkowicz apresenta o PQC e os
vencedores do Programa em 2018

Quanto à análise técnica, o profissional responsável por provar o café avalia atributos sensoriais como a fragrância do pó, o aroma da bebida, a acidez, o amargor, a adstringência, o corpo, o sabor e, de uma forma geral, a qualidade global do café.

Os Melhores da Qualidade ABIC 2018

Honrar o compromisso com o cliente que está cada vez mais exigente e curioso com as diversidades dos cafés brasileiros é o que movimenta os representantes das marcas premiadas. Para eles, o Programa de Qualidade da ABIC colabora muito com isso.

Além das três melhores marcas de cada categoria: Gourmet, Superior, Tradicional e Extraforte, o programa também reconhece as empresas que tiveram Qualidade e Consistência, em todas as análises de qualidade feitas. “Os Melhores da Qualidade ABIC 2018 é uma premiação que tem por objetivo reconhecer as empresas que possuem boas práticas de fabricação em todo os seus processos de industrialização e que obtêm notas constantes, em todas as análises periódicas do PQC”, explicou o presidente da ABIC.

Após a cerimônia, os convidados provaram cafés de diversas origens, preparados por uma equipe de baristas comandada pelo campeão Brasileiro de Baristas de 2018, Thiago Sabino.

Conheça os vencedores

Categoria Gourmet
1º lugar: Café 3 Corações, com a marca Santa Clara Espresso em Grão
2º lugar: Baggio Coffees, com a marca Baggio Espresso Bourbon Grão Gourmet
3º lugar: Café Prima Qualitá em Grão, da Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé – Cooxupé
Qualidade e Consistência 2018: Baggio Expresso Bourbon Grão Gourmet

Categoria Superior
1º lugar: Indústria e Comércio Dona Flor Ltda, com a marca Vergato em Grãos para Espresso
2º lugar: Santana Comércio e Exportadora com a marca Ouro de Kaffa Superior em Grãos
3º lugar: Café UTAM Speciale, da Café UTAM
Qualidade e Consistência 2018: R.J.Baiardi Café Ltda, com a marca Reserva Carmelo em Grão

Categoria Tradicional
1º lugar: Café 3 Corações com o Pimpinela Tradicional
2º lugar: Café 3 Corações com a marca Tradicional Iguaçu
3º lugar: Café Excelsior, com o Excelsior a Vácuo
Qualidade e Consistência 2018: Café 3 Corações, com a marca Café 3 Corações Tradicional a Vácuo

Categoria Extraforte
1º lugar: J.J. Mattos Indústria e Comércio de Café, com a marca Pingo Preto Extraforte
2º lugar: Café 3 Corações, com as marcas 3 Corações Extraforte a Vácuo
3º lugar: Café 3 Corações com 3 Corações Extraforte Pouch

“Com a palavra, os melhores do ano”

“Estamos no Programa da Qualidade desde o seu início e temos todas as nossas marcas certificadas, pois acreditamos muito neste projeto da ABIC. O Café UTAM considera importante ajudar os consumidores a entenderem as diferenças de cada tipo de café e a contribuir com a segurança de que eles realmente estão comprando um produto que foi analisado e acompanhado.”

Ana Carolina Soares de Carvalho,
Diretora-presidente do Café UTAM (SP).


“Desde 2004, quando surgiu o PQC, o Café 3 Corações acreditou no potencial do projeto da ABIC como norteador para os consumidores conhecerem os tipos de cafés e qual é o seu preferido.”

Aline Gurgel,
Representante do Café 3 Corações (MG).


“O PQC vem impulsionando e melhorando, que é o grande objetivo, a qualidade do café. Esse é o grande triunfo do programa: fazer você tomar um café de qualidade e com prazer.”

Conral Brito,
Diretor-presidente da Indústria Dona Flor (BA).


“O grande diferencial deste programa é mostrar ao consumidor que os cafés não são todos iguais. Qual é o melhor café que existe? É o café que mais agrada! E o Programa de Qualidade ajuda a apresentar ao cliente as inúmeras variedades.”

Wilson Kalil Filho,
Diretor do Café Excelsior (SP).


“O PQC é muito importante para nos motivar, cada vez mais, a manter o padrão de qualidade.”

Milaine Borges Silva,
Diretora da J.J. Mattos Indústria e Comércio de Café (SC).


“O PQC da ABIC é fundamental, pois faz com que tenhamos, cada vez mais, cuidado com a qualidade do café do Brasil. Estamos no caminho certo!”

Liana Baggio,
Diretora-presidente da Baggio Café (SP).


“Eu sou muito fã deste programa, pois o PQC faz com que o consumidor entenda o que está consumindo.”

Lúcio Araújo Dias,
Diretor da Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé – Cooxupé (MG).


“Acredito que a importância do PQC está na melhoria da qualidade dos cafés do Brasil, além de ensinar o consumidor a entender um pouco mais sobre o café e suas categorias. Além disso, o PQC me motivou a fazer várias mudanças na minha empresa. Todos os empresários do ramo deveriam aderir ao Programa da Qualidade.”

Danilo Moreira,
Gerente da R.J. Baiardi Café (MG).

Ricardo Silveira e Nathan Herszkowicz com os vencedores do PQC 2018
Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *