Como vender café certificado com valores agregados?

ABIC promove workshop e debate questões ligadas à importância das certificações junto ao trade e ao consumidor

foto workshop abic café certificado
Crédito: Freepik
21/05/2021
Publicado em

 No último dia 18, a Associação Brasileira da Indústria do Café – ABIC – promoveu o workshop “Como vender café certificado com valores agregados?”. O evento foi on-line e reuniu 62 Associados. O presidente Ricardo Silveira fez a abertura destacando a presença e a participação dos membros no fórum e, ainda, a importância de estreitar o relacionamento com o varejo diante do cenário atual. 

Em seguida, o diretor executivo, Celírio Inácio, apresentou o portfólio dos selos de certificação da ABIC, enfatizando a importância  e o crescimento da procura por cafés certificados e de como o reconhecimento pode ser um diferencial frente a concorrência e agregar valor à marca.

Certificação é ferramenta valiosa para o varejo

No encontro, ainda, foram abordadas orientações às indústrias visando o alinhamento das suas comunicações com o varejo e com o consumidor para que as certificações sejam um balizador de compra. Entre os projetos apresentados, estava a Gôndola Certificada, que acontece através de uma parceria com o varejo e tem como objetivos: ampliar a comunicação com o trade para adoção de recomendações técnicas e boas práticas na aquisição do café, melhorar a exposição dos produtos certificados no ponto de venda, educar os clientes para o consumo, e conscientizar todos sobre riscos e responsabilidades na segurança do alimento. Dessa forma, para o varejo supermercadista, a certificação é uma ferramenta valiosa para a seleção e monitoramento dos fornecedores de café, com foco na qualidade e na satisfação dos consumidores, além de assegurar diferenciação e maior valor agregado nas prateleiras. Inácio também destacou a importância do aplicativo ABICAFÉ, que atesta a qualidade do café na hora da compra apenas com o uso do seu celular.

Agregação de valor

Um dos destaques do evento foi a participação do Vice-presidente de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Supermercado – ABRAS, Marcio Milan, que destacou a grandeza do varejo brasileiro e apresentou cases de sucesso na agregação de valor como a água, a cerveja, o vinho, o azeite e a carne de porco.  Entre as medidas adotadas estavam: o destaque das gôndolas e a mudança de estratégia de comunicação para transformar a imagem dos produtos junto aos consumidores. Segundo o executivo, o resultado foi uma grande melhora nas vendas da empresa. 

Para o café, Milan sugeriu que o mercado passe a vender não só o produto, mas os seus benefícios. A ideia é de que o consumidor compre bem-estar, energia e todas as vantagens que o grão oferece para a saúde. “A parceria com o varejo para elaborar estratégias que agreguem valor ao produto é fundamental, pois é o maior canal de vendas do café”. Milan colocou a ABRAS à disposição da ABIC para desenvolver em conjunto um projeto piloto.

Considerações Finais

Por fim, o diretor executivo Inácio falou do incansável trabalho da Associação para valorizar ainda mais as certificações frente ao trade e, junto ao consumidor final; e da importância de ampliar a comunicação para que o valor das certificações seja tangível para consumidor. “A ABIC tem o compromisso com a qualidade. Por isso, é importante que haja uma união entre as indústrias e o varejo, para que todos olhem na mesma direção”, finalizou. 

Redação: Usina da Comunicação.

Compartilhar:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *